Finalidade

Blog de divulgação de assuntos geográficos, políticos, acadêmicos, curiosos...

Últimas postagens

Ver mais artigos

segunda-feira, 2 de maio de 2016

PRIMEIRA CIRCULAR: VIII SIMPÓSIO NACIONAL DE GEOGRAFIA DA SAÚDE

VIII SIMPÓSIO NACIONAL DE GEOGRAFIA DA SAÚDE
V FÓRUM INTERNACIONAL DE GEOGRAFIA DA SAÚDE
SAÚDE NA FRONTEIRA E FRONTEIRA(S) NA SAÚDE
Dourados – MS, 27 de junho a 01 de julho de 2017
1ª CIRCULAR

sábado, 30 de abril de 2016

[CIETA VII] Congreso Iberoamericano de Estudios Territoriales y Ambientales




Congreso Iberoamericano de Estudios Territoriales y Ambientales 
Noviembre 1 al 4 de 2016
Manizales (Colombia)

El Congreso Iberoamericano de Estudios Territoriales y Ambientales (CIETA) tiene por objetivo promover el intercambio entre investigadores interesados en el estudio del territorio y del ambiente, provenientes de las diversas instituciones de los países latinoamericanos e ibéricos.
El primer evento se organizó en el año 2003 por iniciativa de colegas de la Universidad de Morelos (México) y del Instituto de Geografía Tropical (Cuba). El I y II CIETA, organizados por el Departamento de Geografía de la Facultad de Arquitectura y Urbanismo, se celebraron en Cuernavaca (México). El III CIETA fuerealizado en Acapulco (México) en el año 2008, bajo la dirección de la Unidad de Ciencias de Desarrollo Regional (UCDR) de la Universidad de Guerrero.  El IV CIETA fue organizado por la Universidad de Mérida (España) en el año 2010. El V CIETA, realizado en La Habana (Cuba) en mayo de 2012, tuvo como organizador al Instituto de Geografía Tropical. El VI CIETA tuvo lugar entre los días 8 y 12 de septiembre de 2014 en el Departamento de Geografía de la Facultad de Filosofía, Letras y Ciencias Humanas de la Universidad de San Pablo
(Brasil).

Mayor información y pre-inscripciones:

http://www.humanas.unal.edu.co/cieta/


quarta-feira, 27 de abril de 2016

IFPR promove evento sobre inovação. Mas que Inovação?

Ontem, dia 26 de abril de 2016 tive oportunidade de participar do primeiro dia do evento sobre inovação promovido pela Pró-Reitoria de Extensão, Pesquisa e Inovação do Instituto Federal do Paraná. O evento trata da inovação e da constituição dos Núcleos de Inovação Tecnológica nos Campus do IFPR. O espaço é locus privilegiado para a interdisciplinaridade, uma vez que possibilita que servidores com as mais variadas formações possam locupletar-se e embebedar-se com as inúmeras possibilidades de inovar e empreender, o que poderá viabilizar, em um futuro próximo,  uma esteira institucional que incorpore, de uma vez por todas, a inovação nas pautas pedagógicas e de formação para o mundo social do trabalho. Os debates e as apresentações mostraram que ainda existe um caminho longo pela frente, não no sentido de criar os mecanismos burocráticos e viabilizar este órgão dentro do nosso organograma, mas sim no sentido do entendimento do que é inovação e como ela deve ser abordada pela comunidade do IFPR. A primeira palestra, com entendimento dos elementos conceituais do tema, não abriu a possibilidade de enxergar a inovação para além do mercado e da movimentação financeira de todos os processos que envolvem o fazer docente. Isso deve ser combatido, uma vez que a inovação está presente no nosso cotidiano e deve servir para o benefício da comunidade ou de qualquer recorte espacial que seja, não se prendendo apenas à geração monetária,  mas incorporando produções de Tecnologias Sociais,  gerando benefícios diretos em uma metodologia ou forma de fazer algo. Em outras palavras, precisamos comer o bolo: para isso, é necessário criar formas eficientes de faze-lo; inovar na forma da escolha dos ingredientes; inovar nas estratégias para assar o bolo, talvez mais rápido,  talvez com outras tecnologias. Acima de tudo, temos que inovar nas formas que nos ajudem a COMER o bolo e não VENDER o bolo! Vender o bolo pode estar na pauta, mas antes precisamos matar a nossa fome. Nossos estudantes precisam inovar nas formas de aprender para depois inovar e produzir tecnologias para o tão "desejado" mercado. Nossos servidores precisam, acima de tudo, entender a concepção da nossa escola e saber a que ela veio, para depois debater a inovação para ganhar dinheiro. Fiquei estarrecido quando,  no contexto do debate sobre a referida palestra,  a única alternativa que proferiram foi de inovar para ganhar dinheiro e produzir riquezas para quem inovou! Não!!! O preço da inovação é o retorno direto à comunidade escolar, em termos de desenvolvimento social e socioespacial da escola, da comunidade, dos estudantes,  da cidade... Viabilizar educação de qualidade para os trabalhadores e seus filhos é inovação em um país que sempre a forneceu, às custas do trabalhador e do Estado,  para as elites deste país; fomentar formas de permanência do estudante pobre na escola é inovação e o retorno que deveremos receber por este trabalho é ver o estudante resgatado das drogas e de todas as outras vulnerabilidades possíveis e vê-lo formado para enfrentar as dinâmicas da sociedade e, por consequência,  o mundo social do trabalho e não o "mercado de trabalho"! Mas, e o dinheiro? O servidor recebe seu salário mensalmente pelos trabalhos prestados à sociedade. Eliminar os vestibulares e viabilizar as vagas públicas por sorteio, resguardando cotas para todas as classes e setores da sociedade é inovação uma vez fornecer educação pra quem já sabe, que é o que ocorre com as grandes universidades é facil - há uma seleção positiva dos estudantes, que estudam por conta e sempre tiveram condições e oportunidades -, para estes é só dar a referência e eles vão 'por conta'. Quero ver colocar estudantes de todas as classes, com todas as vulnerabilidades possíveis em um mesmo ambiente e buscar nesta conjuntura, o encantamento e a aprendizagem! Daí sim inovamos. Queria ter visto neste debate uma nova ótica sobre o conceito, o que só foi possível  na mesa redonda seguinte. Um poema! Docentes de diversas instituições apresentaram novas formas de inovar: economia solidária,  tecnologias sociais e resgate de comunidades deprimidas. Fiquei feliz e senti meus argumentos acima contemplados. Eu ouvi que, a despeito das cabeças burocráticas e em caixinhas de sapato dos legalistas e administradores, que, se o "metodo é o caminho, o caminho se faz caminhando", ou seja, os padrões e estruturas estabelecidas não dão conta de viabilizar a nossa missão: precisamos "inovar nas formas de inovar"; ao invés de competir, agrupar pessoas; ao invés de pensar na inovação para ganhar dinheiro, o que não deve ser negado mas visto com cautela, pensar na inovação para viabilizar bens de consumo coletivo; que a tecnologia deve ser construída "com" a comunidade e não apenas "para" a comunidade; deve servir para a inclusão social; deve promover a emancipação do sujeito; deve transferir o domínio da tecnologia para a comunidade; a inovação precisa ser centrada nas pessoas e não no dinheiro, que será apenas consequência de uma construção social; enfim, estabelecer um debate "para uma outra inovação". O discurso recorrente já é praticado por instituições criadas sob medida para este fim, como por exemplo o Lactec, Tecpar, as incubadoras, o INPE, entre outras. O IFPR tem que inovar, mas respeitando sua missão e função social.

Japão conclui mapa da Terra mais preciso de todos os tempos - em 3D

Duas entidades japonesas anunciaram hoje a conclusão do mapa mais preciso de sempre de toda a superfície terrestre em três dimensões, tendo utilizado uma tecnologia pensada para o desenvolvimento de infraestruturas e para a prevenção de desastres naturais.
A empresa de novas tecnologias da informação NTT DATA e o Centro de Tecnologias de Deteção Remota do Japão (RESTEC) indicaram que a cartografia integral do globo terrestre inclui, pela primeira vez na história, toda a Antártida.

Japão conclui mapa da Terra mais preciso de todos os tempos - em 3D
Duas entidades japonesas anunciaram hoje a conclusão do mapa mais preciso de sempre de toda a superfície terrestre em três dimensões, tendo utilizado uma tecnologia pensada para o desenvolvimento de infraestruturas e para a prevenção de desastres naturais.

A empresa de novas tecnologias da informação NTT DATA e o Centro de Tecnologias de Deteção Remota do Japão (RESTEC) indicaram que a cartografia integral do globo terrestre inclui, pela primeira vez na história, toda a Antártida.
O mapa, batizado "AW3DTM" e iniciado em 2014 apenas para áreas delimitadas no continente asiático, empregou um modelo de elevação digital (DEM) com uma resolução de cinco metros e que utiliza mais de três milhões de imagens obtidas pelo satélite ALOS, da Agência Espacial do Japão (JAXA).
Esta tecnologia, segundo as duas instituições, permite uma "grande melhoria" da leitura dos mapas terrestres em três dimensões - até agora só havia versões disponíveis com uma resolução entre 30 e 90 metros -, estando já um a plicativo disponível para qualquer pessoa ou organização que queira obter dados cartográficos de quaisquer áreas geográficas.
Entre os serviços disponíveis estão também recriações em formato de mapa vetorial de edifícios e estruturas em 3D com resoluções entre os 50 centímetros e os dois metros, o que permite também realizar diferentes tipos de simulações.
Os aplicativos do "AW3DTM" disponibilizam, por fim, o apoio a projetos de construção de infraestruturas, estudos de logística e de exploração de recursos, bem como a identificação de zonas de potencial risco em caso de desastres naturais, como inundações ou deslizamento de terras.
Fonte: Techaominuto

quarta-feira, 20 de abril de 2016

Instituto Federal do Paraná (Campus Astorga-PR) oferta cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC) para a comunidade


Uma das particularidades e ações do Instituto Federal do Paraná é ofertar cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC) para a comunidade, com o intuito de formação rápida em diversas áreas técnicas, dando possibilidades de inserção rápida no mundo social do trabalho. Por isso, o Campus Astorga do IFPR lançou edital com inscrições para alguns cursos a serem realizados na cidade de Astorga. As inscrições e os cursos são TOTALMENTE gratuitos e é uma oportunidade para as pessoas que querem complementar suas formações, atualizar seus conhecimentos (no caso de docentes e servidores da educação básica), bem como possibilitar a volta à escola, daqueles que estão há muito tempo fora de alguma atividade pedagógica. O curso é certificado pelo IFPR e os detalhes estão no edital abaixo: 




EDITAL Nº 18/2016 – IFPR CAMPUS AVANÇADO ASTORGA

A Diretora do Campus Avançado Astorga, Jackeline Tiemy Guinoza Siraichi, nomeada por força da Portaria IFPR nº 1183, 07 de agosto de 2014, no exercício de suas atribuições e competências, torna públicas as normas que regem o Processo Seletivo para ingresso nos Cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC) do IFPR Campus Avançado Astorga, ofer- tados em 2016, cujas inscrições encontram-se abertas de 07 a 27 de abril de 2016.

DA BASE LEGAL



Art. 1º - O presente Edital está fundamentado:


I.  Pela Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996, a qual estabelece as diretrizes e bases da educação nacional;

II.                 Pela Lei n. 11.741, de 16 de julho de 2008, a qual altera dispositivos da Lei n. 9.394, para redimensionar, institucionalizar e integrar as ações da educação profissional técnica de nível médio, da educação de jovens e adultos e da educação profissional e tecnológica;

III.                Pela Lei n. 11.892, de 29 de dezembro de 2008, a qual institui a Rede  Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, e dá outras providências, e pela Resolução n. 13 - IFPR, de 01 de setembro de 2011, a qual aprova e consolida o Estatuto do IFPR.
IV.               Pela Resolução n. 54/2011 - IFPR, que dispõe sobre a Organização Didático- Pedagógica da Educação Profissional Técnica de Nível Médio e Formação Inicial e Continuada de Trabalhadores no âmbito do Instituto Federal do Paraná;


DA FORMA DE OFERTA



Art. - Os Cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC) são compreendidos como cursos de capacitação, aperfeiçoamento, qualificação, especialização e de atualização, em todos os níveis de escolaridade, ofertados segundo itinerários formativos definidos, objetivando o desenvolvimento de aptidões para a vida produtiva e social.

                                                                                                                                                                                                                              

 DAS VAGAS


Art. 3o - Fica autorizado o preenchimento de vagas, por meio de processo seletivo, de Cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC), abaixo relacionados, na modalidade presencial.


Campus Avançado Astorga
Curso
Vagas
Turno de Oferta
Carga Horária
AGENTE DE PROJETOS SOCIAIS
40
Noite
160h
CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS
40
Manhã/Noite
160h
OPERADOR DE COMPUTADOR
40
Tarde
160h

Art. 4o- O número mínimo de registros acadêmicos para início de uma turma não poderá ser inferior a cinquenta por cento (50%) do total de vagas ofertadas.

Art. 5o - Os resultados do Processo Seletivo serão válidos somente para o registro acadêmico do curso oferecido pelo Instituto Federal do Paraná, no Campus Avançado Astorga, para o início das atividades no primeiro semestre do ano de 2016.


DAS INSCRIÇÕES 

Art. 6o - As inscrições são gratuitas e serão realizadas no período de 07 a 27 de abril de 2016 através do preenchimento do Formulário de Inscrição, no link: https://docs.google.com/forms/d/1qiYOCboFREHltBKWoW_iPICwDHYFzUBvzT18uSGtPzM/ viewform

Art. 7o – Para concorrer às vagas informadas no Art. 3O, o candidato deve ter completado no mínimo 15 anos até a data de formalização da Inscrição, via formulário.

Art. 8º - O candidato é o único responsável pelo correto preenchimento do Formulário de Inscrição.





Art. - As informações prestadas são de inteira responsabilidade do  candidato.  Declarações falsas acarretarão sanções previstas em lei.

Art. 10 - Todas as informações preenchidas no ato da inscrição serão validadas através da apresentação da documentação, solicitada no ato do registro acadêmico (matrícula). Em caso de não conformidade, o candidato será automaticamente desclassificado.


DOS CRITÉRIOS DE SELEÇÃO E CLASSIFICAÇÃO


Art. 11 - Para se inscrever neste Processo Seletivo, o candidato deve ter concluído o ensino fundamental, exceto para os cursos de Operador de Computador e Contador de Histórias, que deverão ter concluído o quarto ano do ensino fundamental, até o dia de sua inscrição, para poder concorrer à vaga.

Art. 12 - A seleção dos candidatos inscritos para os Cursos de Formação Inicial e Continua- da (FIC) obedecerá a classificação em ordem decrescente, a qual observará os seguintes critérios em ordem de prioridade:
a)  Tempo fora da escola (total de anos, meses e dias afastado das aulas);
b)  Maior idade (em anos, meses e dias);


Parágrafo único - Em caso de empate, será realizado sorteio público entre os candidatos envolvidos, em data e local a ser confirmado pelo Campus.

DO RESULTADO


Art. 13 - O resultado do Processo Seletivo para os Cursos de Formação Inicial e Continuada será divulgado até o dia 29 de abril de 2016, nos quadro de avisos do Campus Avançado Astorga e na página astorga.ifpr.edu.br

DO REGISTRO ACADÊMICO


Art. 14 -  O registro acadêmico dos classificados no Processo Seletivo será realizado de  02



a 06 de maio de 2016, das 08h às 12h e das 13h às 17h, de segunda à sexta-feira, na Prefeitura Municipal de Astorga, situada na Av. Dr. José Soares de Azevedo nº 48, Astorga- PR.

Art. 15 - Candidatos com idade inferior a 18 anos deverão estar acompanhados de seus pais ou responsáveis, sendo que estes não precisam de procuração para efetivar o registro acadêmico dos menores sob sua responsabilidade classificados no Processo Seletivo.

Parágrafo único - Na impossibilidade de o candidato comparecer ao ato do registro acadêmico, poderá designar representante, por meio de procuração pública ou instrumento particular, desde que com firma reconhecida em cartório, para efetuar os procedimentos do registro acadêmico.

Art. 16 - O candidato que não efetivar o respectivo registro acadêmico no período estipulado perderá o direito à vaga, sendo automaticamente eliminado do processo.

Art. 17 - O candidato convocado só poderá fazer o registro acadêmico para o curso, turno e período para o qual foi classificado, oferecido a partir de maio de 2016.

Art. 18 - Por ocasião do registro acadêmico, o candidato classificado deverá entregar, os seguintes documentos:
a)   Uma fotocópia autenticada da Certidão de Nascimento ou Casamento, ou cópia simples mediante apresentação da original;
b)    Uma fotocópia autenticada - ou cópia simples mediante apresentação do documento original - do Título de Eleitor com o respectivo comprovante da última votação para alunos maiores de 18 anos, exceto para candidatos indígenas;
c) Uma fotocópia autenticada - ou cópia simples mediante apresentação do documento original - do Certificado de alistamento militar para candidatos maiores de 18 anos, do sexo masculino, exceto para candidatos indígenas;
d)    Uma fotocópia autenticada - ou cópia simples mediante apresentação do documento original - do Comprovante de residência (fatura de água, luz, telefone ou outro documento que comprove o endereço);
e)    Uma fotocópia autenticada - ou cópia simples mediante apresentação do documento original - da Carteira de Identidade (RG) e Cadastro de Pessoa Física (CPF) da pessoa responsável pelo aluno com idade inferior a 18 anos;
f) Duas (2) fotos 3x4 atuais.


Art. 19 - O(s) documento(s) entregue(s) pelo candidato ou seu representante legal que for(em) considerado(s) ilegível(is), questionável(is) e/ou rasurado(s) não será(ão) aceito(s) pela Secretaria Acadêmica do Campus.

Art. 20 - O registro acadêmico será deferido mediante a apresentação de toda documentação exigida por este Edital.

Parágrafo único - O candidato que, por algum motivo, não levar determinada documentação no ato do registro acadêmico preencherá Formulário de Documentos Faltantes, sendo fornecido a ele um prazo de até 3 (três) dias corridos para a entrega da referida documentação. Não ocorrendo a entrega da mesma, o candidato terá seu nome incluído no final da lista de espera do curso para o qual se inscreveu.

Art. 21 - O candidato que efetivar seu registro acadêmico compromete-se a frequentar as aulas em conformidade com o calendário acadêmico do Campus Avançado Astorga.

Art. 22 – O início das aulas está previsto para a segunda quinzena de maio de 2016.


Art. 23 - As chamadas complementares, caso necessárias, serão realizadas a partir de 09  de maio de 2016, sendo divulgadas pelo Campus Avançado Astorga.

Art. 24 - É de inteira responsabilidade do candidato o acompanhamento de todas as chamadas complementares.

DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

  
Art. 25 - Ao se inscrever, o candidato aceita, de forma irrestrita, as condições contidas neste edital, não podendo delas alegar desconhecimento.

Art. 26 - Terá seu registro cancelado, em qualquer época, o candidato classificado que  tenha realizado o Processo Seletivo ou o registro acadêmico usando informações ou documentos falsos ou outros meios ilícitos.

Art. 27 - O IFPR poderá, por motivo relevante, cancelar o curso previsto neste Edital.


Art. 28 - Os casos omissos neste Edital serão resolvidos pela Comissão do Processo Seletivo para ingresso nos cursos FIC 2016 do Campus Avançado Astorga.

CRONOGRAMA



PRAZO
PROCEDIMENTO
07 a 27 de abril de 2016
Inscrições
29 de abril de 2016
Divulgação do resultado
02 a 06 de maio de 2016
Registro acadêmico (Matrículas)
A partir de 09 de maio de 2016
Chamadas complementares
16 a 20 de maio de 2016
Início das Aulas

Astorga,  07 de abril de 2016.






Jackeline Tiemy Guinoza Siraichi Diretora do Campus Avançado Astorga Instituto Federal do Paraná
Portaria n.º1183, 07/08/2014.


segunda-feira, 18 de abril de 2016

ENEM 2016 já tem Edital e Período de Inscrições

Caro estudante,

Você que só tem o Ensino Fundamental e já tem mais de 18 anos, já pensou que, ao invés de correr atrás de supletivos para terminar o ensino médio você pode fazer o ENEM e, com uma boa pontuação, conseguir o certificado de ensino médio na rede estadual ou nos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia?

Já você que completou ou está em fase de conclusão do Ensino Médio, já imaginou que, com o Enem, você pode ingressar em qualquer universidade ou institutos federais e em diversas universidades estaduais?

E você, de qualquer idade ou formação, já refletiu que o ENEM é uma ótima oportunidade para rever sua aprendizagem e fazer conexão entre os conteúdos dos diversos eixos tecnológicos?

Então não perca a oportunidade de fazer o #Enem2016, cujas informações preliminares estão no edital abaixo: 

#Enem2016 | Período de inscrição:
Das 10h do dia 09/05/2016 até às 23h59 do dia 20/05/2016
Exclusivamente pelo site http://enem.inep.gov.br/participante

O edital está disponível aqui

Fonte e Arte: MEC

Vitória do Impeachment ou derrota do Povo Brasileiro?

Parabéns à Mídia, à hipocrisia e ao "analfabetismo político" denunciado pelo dep Jean Willys. Aplaudam e cantem sua preliminar vitória, oportunistas, levianos ou inocentes. A estes, pergunto o que será do dia depois de amanhã. O projeto Temer? Ponte para qual futuro? A temerária micha há de minguar-nos a todos. Sob a égide do equilíbrio econômico, para o PMDB e o Michel Temer, primeiro na linha de sucessão após impedimento da Presidenta Dilma, valem todas as atrocidades:
1. Fim da indexação, ou seja, congelamento de salários e benefícios. 
2. Fim da porcentagem obrigatória de recursos para saúde e educação, recrudescendo os serviços públicos prioritários.
3. Prevalência de acordos sobre a CLT, execrando-nos dos direitos trabalhistas historicamente conquistados.
4. Diminuição do Estado e fortalecimento do mercado ultraliberal, com privatizações generalizadas e fim das políticas sociais.
5. Tendência aos acordos com os países do norte, independente do Mercosul, subjugando a Nação aos interesses hegemônicos norte americanos com a manutenção de um projeto de subdesenvolvimento de nossa industrialização, de dependência complexa. 
6. Fim do regime de partilha para o de concessão, com a consequente e definitiva entrega da Petrobras e o fim da matéria local, o que há de gerar mais desemprego e subdesenvolvimento.

Vide anexo e aplaudam esse histórico dia sob o Réquiem da Nação um dia soberana, pois saberão que, no dia depois de amanhã não haverá corrupção, nada mais do povo será roubado, porque o povo já nada terá.
Texto de Ronald Ferreira da Costa
Entenda a "ponte para o futuro" do PMDB

domingo, 17 de abril de 2016

O Muro da Vergonha... no Brasil

Caros leitores,
O objetivo deste blog é divulgar materiais que viabilizem alguma forma de conhecimento e informação, geralmente relacionadas ao mundo acadêmico e educacional. Os temas selecionados são aqueles que atrevo a debruçar para tentar aprender e dialogar, relacionados aos saberes que tive oportunidade de visitar: na graduação, pós-graduação, cursos de formação,  experiência profissional, entre outras. Alguns colegas perguntaram se teria um espaço de discussão política  (partidária mesmo!), no que eu disse que não era espaço,  uma vez que tinha a intenção de construir outro espaço somente para este fim e, de fato,  canalizar um público específico que pretendesse discutir estes temas. Havia pensado desta forma somente por entender que a discussão sobre política merece um espaço específico,  dada sua necessidade de aprofundamento e compreensão bem como pela consideração que tenho por alguns leitores que pediram para eu não tecer considerações a este respeito! O problema é que vivemos em um momento de nossa história que urge e exige manifestação e posicionamento! E ainda não criei espaço específico para este fim! Portanto, peço licença aos leitores que fizeram a solicitação de abstenção, mas não é possível calar-me diante de um momento tão importante e decisivo para a manutenção ou não da democracia neste país, que, diga-se de passagem, foi conquistada por muito sangue e luta! A sensação de viver para ver a construção de um muro dessa proporção em Brasília é frustrante, pois denuncia, na práxis, a infantilidade e o fascismo ainda enraizado na entranha dos brasileiros. Hoje viveremos um dia decisivo que ficará como mancha na história deste país, independentemente do resultado! O golpe fascista está em evidência. Não apoio e não concordo com esta desproporcionalidade na aplicação de uma pena à nossa presidenta. Nossos filhos sofrerão as consequências desta postura antidemocrática caso esse impedimento se consolide. Portanto, de agora em diante, este blog será plataforma para discutir este tema no âmbito da nossa República. Abaixo, deixo dois textos para reflexão sobre o que estamos fazendo com nosso país:


O MURO DA VERGONHA
A falta de diálogo político e a impossibilidade de convívio democrático se materializou. Um longo muro feito de placas de metal com dois metros de altura nasce neste momento no gramado em frente ao Congresso Nacional em Brasília. Como se só essa simbologia não bastasse, parte da equipe que finca a cerca separatista de manifestantes pró e contra o golpe é composta por presidiários que terão dias de suas penas reduzidas.
Os presos que constroem a barreira física estão à paisana. Uma empresa também foi chamada para a empreitada. Alguns usam bonés, outros capuz de moletom por baixo de camiseta - mesmo sob o sol de 30 graus da Capital Federal. Todos escondem o rosto das fotografias. Mas não é preciso identificar suas faces para ver que são negros ou pardos - evidente reflexo da população operária ou carcerária brasileira.
Muros separatistas são típicas manifestações de  fundamentalismo ideológico. Socialistas e capitalistas foram separados por um deles em Berlim durante a Guerra Fria. No ano passado, a Hungria lançou os trabalhos preparatórios para a construção de um muro de quatro metros de altura e 175 km ao longo de sua fronteira com a Sérvia para evitar a entrada de migrantes. Na Cisjordância, judeus e palestinos estão isolados por mais de 700 Km de concreto, arames farpados e trincheiras. A justificativa de todos esse muros é o discurso da segurança. O mesmo usado em Brasília para a construção do nosso mais novo monumento à intolerância.
FOTOS: Lula Marques e Leonardo Minucci
Flávia Martinelli para os Jornalistas Livres


A cerca! 
O que simboliza? 
A quem cerca? 
A cerca, simboliza o não respeito ao resultado da eleição. A cerca simboliza a prisão dos votos, da maioria dos brasileiros. 
Esta cerca pretende prender a Democracia! 
Esta cerca, cerca os sonhos e a liberdade! 
Esta é a cerca que envergonha os brasileiros de paz e de boa vontade! 
A cerca, representa a vontade da minoria! 
Esta cerca, simboliza o desejo de que muitos passem fome, sede : fome de alimentos e de educação. Sede de água e de cultura! 
Esta é a cerca que pretende separar o inseparável... A liberdade e a democracia do povo Brasileiro! 
Quem divide não quer construir! 
Vamos à luta pela Paz! 
Sem cerca, com céu! 
Por um Brasil sem cercas! 
Flávia Rodrigues

quarta-feira, 13 de abril de 2016

Medellín recebe prêmio internacional por sua transformação urbana


Proposta vencedora para o concurso Parque do Río (2013) em Medellín. Imagem Cortesia de Latitud Taller de Arquitectura y Ciudad


No dia 16 de março, em Singapura, foi concedido à cidade de Medellín (Colômbia) o Lee Kuan Yew World City Prize, prêmio internacional mais importante de urbanismo e desenvolvimento do mundo, cujas edições anteriores premiaram cidades como Bilbao (Espanha, 2010), Nova Iorque (Estados Unidos, 2012) e Suzhou (China, 2014), ano em que Medellín recebeu uma menção especial.
Neste ano, Medellín competiu com outras 38 cidades, das quais receberam menção honrosa Auckland (Nova Zelândia), Toronto (Canadá), Viena (Áustria) e Sidney (Austrália).
Lee Kuan Yew World City Prize bienal internacional recebe seu nome do primeiro ministro de Singapura que nos anos 1960 contribuiu notavelmente para transformação da cidade, que passou rapidamente de uma colônia subdesenvolvida a uma cidade de nível mundial.

Considerado o Nobel do urbanismo, o principal objetivo do prêmio é reconhecer a construção de cidades e comunidades sustentáveis onde as sociedades encontram um ambiente propício para se desenvolverem plenamente.
Os principais critérios de avaliação são: a boa previsão, o bom governo, a inovação, a vigência e cumprimento de projetos de planejamento e políticas públicas, programas urbanos, gestão urbana e social, aplicação de tecnologias para soluções urbanas e um contundente desenvolvimento sustentável. Deste modo gera-se benefícios sociais, econômicos e ambientais de maneira integral, com ênfase em ideias práticas e rentáveis que podem ser replicadas em outras cidades do mundo.
O prêmio consiste em uma medalha de ouro e uma quantia de 300.000 de dólares patrocinados pela Keppler Corporation. A premiação deste ano ocorrerá em junho, no Encontro Mundial de Cidades em Singapura.
UVA El Paraíso / EDU - Empresa de Desarrollo Urbano de Medellín. Imagem © Alejandro Arango
Por que Medellín?

CAI Periférico Medellín / EDU. Imagem Cortesia de EDU

Devido à extraordinária transformação cultural, urbanística e social que houve na cidade em apenas duas décadas, é internacionalmente reconhecida como “uma cidade que deixou de ser notoriamente violenta, para ser tornar um modelo para a inovação urbana em um intervalo de apenas duas décadas [...] As soluções criativas e não convencionais, o sistema de transporte de massa, o primeiro teleférico urbano do mundo, parques-biblioteca e escadas rolantes urbanas, que melhoram a mobilidade nos bairros montanhosos, lhe renderam uma menção especial no ano de 2014. Desde então, a cidade tem seguido sua incessante busca pela igualdade social, competitividade e sustentabilidade”, disse o júri ao jornal El Espectador.
Dentro dos critérios de avaliação se destacaram projetos de inovação urbana, aproveitamento do espaço público e sustentabilidade.
Rede de Bibliotecas
Biblioteca Parque Espanha / Giancarlo Mazzanti. Imagem © Sergio Gómez
1. Parque Biblioteca España / Santo Domingo

2. Parque Biblioteca Tomás Carrasquilla / La Quintana
3. Parque Biblioteca León de Greiff / La Ladera
4. Parque Biblioteca Presbiterio José Luís Arroyave / San Javier
5. Parque Biblioteca Belén
6. Parque Biblioteca Guayabal
7. Parque Biblioteca Doce de Octubre
8. Parque Biblioteca San Cristóbal / Fernando Botero

Unidades Esportivas
1. Juanes de la Paz

2. Atanasio Girardot
3. Belén
4. María Luisa Calle

Projetos Urbanos Integrais
1. Centro Tradicional Alpujarra

2. Nuevo Norte
3. PUI Nororiental
4. PUI Comuna 13

Projetos em andamento
1. Parques del Río Medellín

2. Unidades de Vivienda Articulada
3. Jardín Circunvalar

Fonte do Artigo: ArchDaily



Publicidade

Compartilhe esta Notícia no Google+:

Postagens populares

BIBLIOTECAS

Copyright @ 2013 Prof. Ricardo Töws . Designed by Templateism | Love for The Globe Press