Finalidade

Blog de divulgação de assuntos geográficos, políticos, acadêmicos, curiosos...

Últimas postagens

Ver mais artigos

sábado, 4 de julho de 2015

Série de vídeos no Blog Brasil Post explica Pedagogia da Autonomia, de Paulo Freire

No Brasil, Paulo Freire é endeusado por alguns, xingado por outros, mas na prática a sua obra é pouco estudada, mesmo em cursos de licenciatura. Ao contrário do que muitos que não o conhecem imaginam, suas ideias não estão presentes na ampla maioria das escolas brasileiras, que ainda adotam métodos autoritários, desconectados da realidade dos alunos e contrários ao que Freire propunha.
Nos Estados Unidos e na Europa, a pedagogia freireana é influente nas faculdades de Educação e em institutos de pesquisa em HarvardStanfordPrinceton, M.I.TYale,Cambridge, para citar algumas instituições entre as melhores do mundo. É fácil verificar isso. Basta buscar no Google "Paulo Freire" site:princeton.edu por exemplo, para observar as centenas de referências ao educador brasileiro na bibliografia de disciplinas, em seminários, relatórios de pesquisa e eventos acadêmicos nas páginas situadas no domínio destas instituições.
Nos Estados Unidos, iniciativas recentes como a Paulo Freire Freedom School, universidade localizada no Arizona, e a Paulo Freire Charter School, em Nova Jersey, indicam a influência da pedagogia freireana em instituições empenhadas em uma educação que inspire os alunos a relacionar os conhecimentos com o mundo e a participar mais ativamente de suas comunidades.
Influência Internacional
Uma consulta no Google Acadêmico - a ferramenta que pesquisa teses, dissertações, artigos publicados em periódicos científicos e papers apresentados em congressos - também indica a relevância acadêmica de Paulo Freire na pesquisa internacional. E por outro lado, revela também a pequena quantidade de estudos sobre a sua obra no Brasil.
Uma busca pelo termo "Pedagogy Of Oppressed", por exemplo, registra mais de 48 mil trabalhos científicos em língua inglesa que citam a edição mais recente do livro, publicado em 2000, pela Bloomsbury Publishing. Em espanhol, o termo "Pedagogia del oprimido" lista mais de 20 mil citações ao livro em trabalhos acadêmicos. Em português, na busca pelo termo "Pedagogia do Oprimido", se juntarmos as referências a todas as edições do livro, as citações somadas não chegam a 250. Isso mesmo: o Google Acadêmico lista menos de duzentos e cinquenta trabalhos acadêmicos em português que mencionam o principal livro do educador brasileiro, que é estudado no mundo inteiro.
Para continuar a leitura deste artigo e ver os videos, clique neste link.
Para acessar algumas obras de Paulo Freire, clique nesta Biblioteca.
Fonte: BrasilPost
Paulo Freire

Programa Ciência sem Fronteiras oferece possibilidades de estágios online

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação e o Ministério da Educação, por intermédio do CNPq e da Capes, criaram o novo portal “Estágios & Empregos”, cujo objetivo é facilitar acesso a vagas de estágios ou empregos para bolsistas e ex-bolsistas do Programa CsF.


sexta-feira, 3 de julho de 2015

CHAMADA DE ARTIGOS PARA PUBLICAÇÃO

A Revista Percurso, periódico multidisciplinar editado pelo Núcleo de Estudos de Mobilidade e Mobilização da Universidade Estadual de Maringá, vinculado ao Departamento de Geografia e ao Programa de Pós Graduação em Geografia (Mestrado e doutorado), comunica que recebe contribuições em fluxo contínuo para avaliação e publicação na revista.

Classificada com Qualis B3 em Geografa e B4 em demais áreas, a Revista Percurso publica artigos inéditos, artigos de Iniciações Científicas, Resenhas e entrevistas da Geografia e ciências afins. O próximo número da revista deverá ser publicado em Dezembro de 2015. O periódico está hospedado no endereço eletrônico http://www.periodicos.uem.br/ojs/index.php/Percurso e maiS informações poderão ser sanadas pelo email marcioghizzo@gmail.com


segunda-feira, 29 de junho de 2015

Fotos da I Mostra de Ciências e Cultura do Curso de Biotecnologia do IFPR

É com grande satisfação que disponibilizo algumas fotografias que registrei na I Mostra de Ciências e Cultura do Curso de Biotecnologia do IFPR! A satisfação e a alegria é grande, pois a trajetória para que chegássemos a este resultado majestoso foi árdua, porém gratificante! Apresento, então, algumas características e agradecimentos: 

1] O Projeto Pedagógico do curso foi escrito com poucas mãos: Em evidência, os Professores Ronald Costa, Amir Limana e minha parceria! Praticamente nós três escrevemos e submetemos o PPC do Curso, cuja proposta é inovadora e revolucionária! Contamos com a ajuda e discussões de Professores como José Pacheco (Escola da Ponte), a equipe da Proens, as Profs. Poleti, Jackeline, Aline, Adriana, Ana Carolina, Mirele, Denise, Tania e poucos outros, cujas ideias e debates nos ajudaram a chegar em um produto inovador, não visando apenas o ensino, mas sim a aprendizagem! 

2] Tivemos a chegada de Professores que, de fato, fizeram a proposta acontecer, por isso, deixo meus agradecimentos: Kátia, Rogério, Flávia, Walquiria, Omar, Talita, Fernanda(s) e Guilherme.

3] Nossos estudantes desenvolveram, juntamente com os orientadores, projetos inovadores, em que alguns produtos puderam ser mostrados no evento! Destaco as maquetes sobre os Biomas, elaboradas nos dias em que ajudo nas intervenções! 

4] O resultado alcançado demonstra que é possível fazer uma escola diferente, que forme cidadãos para o mundo social do trabalho, por meio de uma aprendizagem significativa!








































































































Parabéns a todos os nossos estudantes, pais e família, cujos esforços permitiram esta exitosa realização! 



BIBLIOTECAS

Compartilhe esta Notícia no Google+:

Postagens populares

Publicidade

Copyright @ 2013 Prof. Ricardo Töws . Designed by Templateism | Love for The Globe Press